Trilhos Serranos

(VESSADAS E SEGADAS)

Lembrando algumas tarefas agrícolas do meu tempo - meados do século XX - récitas em que fui ator e agente (agri)cultural no palco de teatro serrano, enquadrado pelas serras do Montemuro, do Marão e da Nave (também dita Leomil), destaco as VESSADAS e as SEGADAS.

EM TEMPO DE CAMPANHA ELEITORAL

É assim que ouço dizer, muita vez, a pessoas do meu tempo. A muitos homens que passam a «velhice» em redor de uma mesa a ler o livro de «40 folhas», v.g. a jogar a «bica lambida» que Aquilino Ribeiro chamou «bisca samarreira» E pergunto-me em que tempo viveram essas pessoas para falarem desse jeito. Compreendo-lhes o «descontentamento», mas não lhes tolero a «falta de memória». E neste tempo de eleições legislativas, aqui estou eu, sem pretensões de PAPAGAIO,  a lembrar-lhes a realidade humana e histórica em que chafurdaram, nesses tempos idos, tão próximos..

2022

Alguém pensou nisto?

Três PATINHOS e um OVO

É agora a numeração

Deste nosso ANO NOVO.

SENSIBILIDADE HUMANA

Que tem, Professor?

Pergunta-me alguém

Que olhos na cara tem

Para ver.

ENTERRO

No alto da esguia torre

Dobram dolentes os sinos

E a sua voz plangente

Dlem...dlam...dlem...dlam...