Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia O RUGIDO DO LEÃO
quarta, 08 julho 2020 20:51

O RUGIDO DO LEÃO

Escrito por 

RUGIDO DO LEÃO

Ó leoa, leoazinha
Que, acordada
Na tua caminha,
Pela selva te passeaste
E, pisando mata e chão
Em corrido andamento,
Por onde tens tu andado?

Não importa por que lado,
Se a natureza saboreaste
E, ciosa, bem gostaste
No repetido movimento
E assim propiciaste
O rugido do leão
De cioso rei da selva?


E não foi preciso a relva
Do jardim, nem a areia da praia,
De safari, chapéu, calça e saia
Laço ou arma afim.

Numa paisagem assim

Bastou o fio do pensamento.

E cada qual com arma sua

No sublime sentimento

Em repetido movimento

Foi ir e vir da terra à lua.

Somente em Instantes!

Pois, no chão, 

Coisa boa!

 Ofegantes

Gemeu a leoa,

E rugiu o leão.

 

.Abílio/2020

Ler 30 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.