Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia HISTORIADOR
terça, 08 setembro 2020 17:33

HISTORIADOR

Escrito por 

HISTORIADOR

Mais do que relator

Do passado

O historiador

É o pensador

Do não dito, nem pensado.

BALCÃO

Olha para trás

Olha para a frente

Olha para o lado

E se com amor

O múnus exerce

A vida aparece

Em tudo o que vê

E escreve.

E é mesmo capaz

De pôr gente

No espaço

Fechado

Que vivo

E movimentado

Foi

Anos sem conta.

Eu vo-lo digo.

 

PRATELEIRAS

 

E se lhe dói

Ver o balcão desarrumado

E vazios os caixotões

De cereais

E sem nada as prateleiras

Ele vê algo mais

De peso e de monta

Nestes rincões

De relações

Sociais

Nas Beiras:

 

 

FIADOS

Vê o livro de fiados

  Debaixo acima riscado

 Sinal de conta paga

 Um risco, um traço

 Uma escritura

 Limpa, sem assinatura

 Da gente

De palavra

De antigamente.

E o passadoiro,

Na mão do merceeiro

De coxotim em caixotim,

Não passava a mercadoria

Que em cada um havia

Para o seu fim

Segundo sei

Do último ao primeiro.

Passava o oiro

De lei

A confiança que merecia

Cada cliente

Que a si recorria

Gente pobre, mas honrada.

 

 

Abílio/setembro/2020

Ler 134 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.