Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia BORRADO DE MEDO
quarta, 14 agosto 2013 14:37

BORRADO DE MEDO

Escrito por 
rafeiroRafeiro é rafeiro!
Ladra, arremete, ladra
Armado em valentão,
Mas, ó pernas para que vos quero,
À ameaça de pedrada,
Apanhada do chão.
Sem nome, sem coleira,
Nem chip, nem chapa
De identificação,
Vadio, ignora-se-lhe a morada
E, coitado, mostrando  o rabo
Entre as pernas dobrado,
Não é estranheza
Vê-lo fugir e  ladrar
Pois ladrar e  fugir
É da sua natureza.

Abílio Pereira de Carvalho


Agosto/1013
Ler 275 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.