Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia CHAIMITE
domingo, 22 setembro 2019 09:23

CHAIMITE

Escrito por 

CHAIMITE

Viva o Chaimite,...Pim!

A viatura

Que pôs fim

À ditadura.

 

Para que não paire

Dúvida no ar

Refiro-me ao de Castro Daire

Ali, onde se vê

E se deixa olhar

Junto do Intermarchê.

 

Viva o Chaimite,...Pim!

A viatura

Que pôs fim

À ditadura.

 

Cá para mim 

Chegou

Com muito atraso

Este blindado

De guerra perdida

Que matou

Muito soldado raso.

Ele é a Viatura

Que simboliza

A queda da Ditadura

O dia da liberdade

O fim da guerra havida

E perdida.

 

Viva o Chaimite,...Pim!

A viatura

Que pôs fim

À ditadura.

 

Incómodo para tantos

Dez, cem, duzentos, mil...

Mas carregado de encantos

Para outros e para mim

Este, a Castro Daire chegado,

Símbolo do 25 de Abril

Nunca aqui comemorado,

Nem lembrado.

 

Viva o Chaimite,...Pim!

A viatura

Que pôs fim

À ditadura.

Pim!

07D9A2AE-DEC6-4AB0-B0BF-4A07D66D8C94

Abílio/setembro/2019

Ler 26 vezes
Mais nesta categoria: « ESPINGARDA ONDAS »
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.