Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia LINHAS E CORES DA MOCIDADE
sexta, 24 fevereiro 2017 13:43

LINHAS E CORES DA MOCIDADE

Escrito por 

TRILHOS DA VIDA

Assim, bordado

Para mim

Num palmo de linho

Fino

Um lenço de namorado

Encerra o carinho

O afeto e o sentimento

Que o destino

Desviou do casamento.

 

Lennço-2 - redAgulhas, linhas e linho

Fino

De diferentes cores

Eternizam o sentimento

Os jurados amores       

Que o destino

Desviou do casamento.

 

Quanto tempo já passou?

Não importa o tempo passado

Se o tempo sempre apressado

Que a tudo dá fim

Retido ficou

Num palmo de  linho

Fino

Bordado

Só para mim.

 

Tduo retido  

redz-10No baú da memória

Onde retenho

Como se vê

Ufano (ou sem glória

Isso é cá comigo)

Tudo o que escrevo

E digo

A quem me ouve e lê.

A.P.C./2005

Ler 317 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.