Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia CAVAQUISTÃO
quarta, 30 setembro 2015 21:18

CAVAQUISTÃO

Escrito por 


Onde é que eles já vão

Com muita alegria e fé

O distrito Cavaquistão

Cavaquistão já não é.


Agora, vejam o caricato,

Até roubam a Cavaco

O que ele pensava ser eseu.

E o distrito de Viriato

(Foi um ar que lhe deu)

Virou Passistão

Ou PaFistão

Tanto faz.

Só que o senhorio

(Ou o capataz)

Lá, em Belém,

Descontente com o rapazio

A quem

Sempre tem dito amém

Suspira moribundo

E diz muito custo

Despedindo-se do mundo:

- Até vós, meus Brutos!




Roubastes tudo e todos

Mas roubar também a mim

Isso não perdoo, meus tolos

É mesmo o vosso fim!




Abílio/setembro/2015


Ler 200 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.