Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia RODILHA
sexta, 01 maio 2015 08:36

RODILHA

Escrito por 
A RODILHA

Sai-me a palavra enrodilhada
Enrodilhado me sai o verso 
Fico em tremendos cuidados
Pois palavra e verso enrolados
Enrodilhada me fica a ideia.

E face aos inglórios resultados
De mim para mim eu cogito
Que por mais esforçado que seja
No matagal das letras tão diverso
Só para a rodilha tenho veia.

E frustrado de me enrolar nisto
Palavra a palavra, verso a verso,
Enrodilhadamente confesso
Que de fazer poesia eu desisto.

Abílio/1997

Ler 250 vezes
Mais nesta categoria: « MORTE FINGIMENTO »
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.