Trilhos Serranos

Está em... Início Memórias ARROZ DE CARIL
sábado, 09 janeiro 2016 11:15

ARROZ DE CARIL

Escrito por 


Dia 25 de Dezembro de 2014. Estou em Lisboa e passeio-me entre o Cais das Colunas e a recém requalificada Avenida das Naus. Dia de sol. Gente para cá e para lá, distingui várias línguas desde as nórdicas às japonesas.

 

Ouvi o tejolar do rio no paredão que o ladeia. Regressei à Praça da Figueira (D. Pedro IV) e, à desbanda dessa praça, tomei lugar à mesa no «RESTAURANTE GANDHI PALACE», disposto a saborear o encomendado ARROZ DE CARIL, que já não comia há anos, por razões que não me apraz lembrar aqui. Durante a refeição, rodeado da família, (filhos, noras, netas e neto) incluindo o meu filho Nuro (nascido em Moçambique) naveguei até à costa oriental da África, até à cosmopolita cidade de Lourenço Marques. Atrás dele, escrito sobre vidro o nome do restaurante. Um olhadela em redor pela clientela, no e tempo de uma refeição, passaram por mim espaços distantes, anos de vida, de história (caravelas, naus, galeões) multidões de gentes de diferentes raças e religiões. Fui tocado por indescritíveis, odores, cores e sabores.
A escolha do restaurante foi dos meus filhos e companheiras. Eles e elas conhecem os meus gostos e desgostos. E sabendo a dose de urticária que me dão os grandes aglomerados urbanos, as grandes cidades, tudo fizeram para que eu me sentisse em casa. Tudo fizeram para que, por algum tempo, ao menos, eu retornasse aos tempos idos da mocidade, viajando na cápsula da memória impulsionada pelo foguetão dos sentimentos e dos afectos. Conseguiram-no. Foi mais um Natal junto deles.

PS. Registo feito e datado (25 de Dezembro de 2014) creio ser fácil aos amigos entenderem a razão tardia da sua publicação. Se uma imagem (captada pela câmara ou desenhada a lápis) «vale por mil palavras», os amigos inteligentes dispensam explicações.
image

Ler 196 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.