Trilhos Serranos

Está em... Início Poesia COLTURA PUPULAR
domingo, 26 julho 2020 19:28

COLTURA PUPULAR

Escrito por 
LEDO ENGANO

Se algum dia

Alguém lhe disser

Homem ou mulher

Que sangria

É vinho

E você acreditar...

Bem o souberam enganar

E por esse andar

Você mostra falta de tino.

 

Quem procede assim

Dispensa o estudo

Pois já sabe tudo

De cozinha e de arte

Em grego e latim.

 

Aqui ou noutra parte

(Que tal!)

O ouvido e lido,

Chamar medieval

Ao património construído

Muitos séculos depois...

É confundir bodes com bois

E quando tal faz

Mulher, homem ou rapaz

E se ficam na sua

Dispensando esclarecimento

O conhecimento 

Que tem, sem igual

Vai da Terra à Lua.

E para quê o sal

E o vinho

Se lhe basta a “Coltura Pupular”?

 

Mas isso que importa?

Se disso gosta 

E feliz, no ledo angano,

Ano após ano

Vive a alegria

De saber que sangria

É vinho?

 

Abílio/julho/2020

 

Ler 12 vezes
Abílio Pereira de Carvalho

Abílio Pereira de Carvalho nasceu a 10 de Junho de 1939 na freguesia de S. Joaninho (povoação de Cujó que se tornou freguesia independente em 1949), concelho de Castro Daire, distrito de Viseu. Aos 20 anos de idade embarcou para Moçambique, donde regressou em 1976. Ler mais.